domingo, 9 de outubro de 2016

KTR - Etapa de Campos do jordão

Em junho de 2016 ocorreu a etapa da bela e gelada Campos do Jordão, na largada estava de bater o queixo porem mais tarde durante o percurso altamente técnico e de um grau de dificuldade altíssimo viria a esquentar tudo e la se foi gorro,luvas e mangas longas. Na chegada bem desgastado e esgotado o tempo ja não era tão importante e sim chegar. Devido ao formato desse percurso que judiou por ter em sua parte final uma subida travada ou seja impossibilitando a corrida e isso vai minando a panturrilha e reduzindo rapidamente as forças. Cheguei esgotado mas consegui alguns pontos para o ranking e aos trancos e barrancos mais um caneco para a conta. A próxima etapa sera a Bela Itamonte - MG em um percurso inédito mas nem pensar em moleza, com certeza encrenca das grossas que é o que a gente mais adora e que os organizadores da KTR mais sabem fazer que são os belos percursos "casca grossa".

quinta-feira, 28 de abril de 2016

3° Etapa da KTR na bela Itamonte - MG

Em um belo cenário aos pés de uma bela cachoeira ocorreu a largada e chegada, passando por trechos belíssimos que deixaram todos os atletas satisfeitos. Com certeza um dos mais belos percursos porem não menos desafiador, altamente técnico mas desta vez ao contrario da 2° etapa o percurso me favoreceu iniciando com subidas terríveis e em sua parte final descidas alucinantes de exigiam alta concentração e qualquer erro ali era fim de prova. As descidas eram compostas por muitos trechos de pedras, galhos e arbustos fechados que deixaram muitos arranhões pelo corpo. No final cheguei inteiro, com um belo resultado e um belo banho de cachoeira para tirar a zica. Garantido mais alguns pontos para o ranking, o caneco e com a alma lavado por ter feito uma bela prova que venha a etapa de Ilha Bela que será casca grossa com certeza.

A temida etapa de Passa Quatro - Montanhas desafiadoras

Uma prova que é conhecida como uma das mais "casca grossa" do Brasil ou seja com um grau de dificuldade altíssima e muito técnica. Neste ano então a etapa de Passa Quatro pegou fogo com um calor tremendo, alto índice de quebradeira e corte (desclassificação) de atletas por tempo de limite. A altimetria dessa prova me favoreceu pois a largada e primeira parte da prova foi em subida íngreme e longa e a segunda parte somente descida onde o quadril ,joelhos e musculatura foram levados ao extremo do limite chegando então as cãibras e foi só sofrimento até o final. Na chegada era visível a superação de estar bem além dos meus limites mas satisfeito pelo bom resultado. Garantido o caneco com certeza essa foi uma das provas mais desafiadoras que já enfrentei e com certeza é um divisor de aguas onde pode-se verdadeiramente dizer e comparar as provas com a KTR entre fáceis, moderadas, difíceis e casca grossa. Conclusão: Para participar de uma prova desse nível a dica é que se esteja bem preparado e treinado tanto fisicamente como psicologicamente pois se não for assim, não vá porque o resultado não será oque você espera.

quarta-feira, 20 de abril de 2016

KTR considerada uma das provas mais dificeis do Pais.

Corrida de montanha KTR Serra fina atinge 4o ponto mais alto do Brasil 18 abr Corrida de montanha KTR Serra fina atinge 4o ponto mais alto do Brasil admin Competições Evento Trail run No comments 13007198_1773014876244025_7881947517216227515_nO município de Passa Quatro / MG aos pés da Serra Fina recebeu no último final de semana a 1a etapa da Kailash Trail Run 2016 (KTR). Tive a responsabilidade e oportunidade de novamente ser o diretor da prova que, apesar da tensão e preocupação, foi um grande sucesso. Os melhores atletas de trail run do Brasil participaram da prova que no ano passado foi considerada a melhor do Brasil pelo blog “Go To Trail” e na opinião dos atletas é tida como uma das mais desafiadoras corridas de montanha do Brasil. A tradição é de ser uma prova bastante dura pela altimetria acumulada, por na sua maioria ser percorrida em trilhas e com grande exigência técnica. A região é conhecida por ter picos acima de 2000 m de altitude e onde possui uma tradicional travessia praticada por montanhistas. Percursos de corridas de montanha começaram a ser realizados nos últimos anos na região e não devem parar mais. Apesar de estas corridas incomodarem pequenos grupos de montanhistas ligados à APA que são contra o desenvolvimento turístico e esportivo da região, e que no caso desta edição criaram empecilhos à realização do evento, ao término pode se afirmar que foi um grande sucesso, com satisfação estampada no rosto dos presentes e moradores da cidade. A KTR Serra Fina teve três distâncias cada uma com horário de largada e percursos diferentes. A largada do evento aconteceu na pousada Pedra da Mina, a 2km da Floresta Nacional de Passa Quatro (IBAMA) onde originalmente estava prevista a largada. Às 06:45 largaram os atletas para o percurso de 48km e que teve quase 3000 de altimetria acumulada. Às 09:30 largaram a maioria dos participantes do evento, para percurso de 24km e mais tarde largaram os atletas que participaram da prova de 10km. Do local da largada era possível se avistar o cume do “Campo do Muro” a 2100m de altitude, pico por onde passou o percurso da prova média e longa. 13015550_1772991046246408_2664677046127047493_nOs atletas da prova longa foram em direção à Pedra da Mina, que é o 4o ponto mais alto do Brasil (segundo anuário do IBGE de 2012). O percurso se deu através de estradas de terra, pasto e trilhas. A partir da altitude de 2200 m a trilha ficou bastante íngreme, em alguns trechos com inclinação que exigiam apoio das mão e “escalaminhada” dos atletas. Do alto da montanha, que faz divisa dos estados de São Paulo e Minas Gerais, era possível avistar de um lado o Vale do Paraíba e do outro as cidades do sul de Minas. A prova média também foi considerada bastante técnica, com os primeiros 10km todos feitos em trilhas subindo e a partir do cume do “Campo do Muro” desceram para o outro lado da montanha. Após a largada da prova curta de 10km, que teve um nível de dificuldade mais baixo, aconteceu também uma prova kids. Crianças acompanhadas de seus pais realizaram um percurso por trilhas e puderam sentir a emoção de correr junto à natureza. 13012781_1773015506243962_1848033377718459436_nNa prova longa, o grande vencedor foi o atleta Chico Santos do RJ, que conclui o percurso em 6h48min44seg, seguido pelos atletas Cleverson Del Secchi (6:52:08) e Iazaldir Feitosa (6:57:55). Já entre as mulheres a campeã foi a atleta Letícia Saltori, com 7h56min08seg. Letícia é integrante do Team Kailash LAF de trail run e ficou em 7o lugar no geral (considerando homens e mulheres). Na prova média o campeão geral foi Mateus Pimenta (3:01:47), morador da cidade e entre as mulheres Nad Pereira Borges (4:12:15). Já na prova curta o campeão foi o atleta Diogo Malagon (0:42:18) e entre as mulheres Marcia Zacarias (1:01:27).12994509_1772915726253940_8035570870914867902_n A prova média e longa teve limite de horário para que os atletas pudessem completar a prova (corte) onde aqueles que terminaram antes do tempo máximo permitido (12horas para a longa e 8horas para a média) receberam um exclusivo fleme de finisher KTR. O evento agradeceu graças a uma parceria entre a KTR e a Prefeitura de Passa Quatro que já começa a perceber entre seus moradores uma grande quantidade de jovens e adultos praticantes de corrida. Também apoiaram a prova a LAF – corretora de seguros, água Passa Quatro, lojas Mundo Terra e Velo. Parabéns a todos os participantes que encararam este desafio e conseguiram superar suas metas pessoais.12985586_1773014789577367_8017449827081881634_n A próxima etapa da KTR está confirmada e será em Campos do Jordão/Pindamonhangaba no dia 25 de junho.

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Moutain Do Campos do Jordão

Moutain do Campos do Jordão ocorrida em 07/11/2015 foi a ultima prova de montanhas neste ano, agora é descansar e somente treinos leves para manter a forma e em 2016 começa tudo de novo. A bela etapa do Moutain Do de Campos do Jordão teve um belo dia com alguns pingos d'agua quando estávamos no alto do pico porem foi apenas ameaça. Foram 19k de pura adrenalina com um começo forte e subidas e depois logo o peso da falta de treinos foi pesando e a realidade veio a tona, foi tentar manter um ritmo mais lento porem continuo estrategia essa para manter distante os atletas que vinham atrás. O final da prova foi tenso, nitidamente sem treinos cheguei sem forças e apenas alguns segundos a frente do 4° e 5° lugares e o 3° lugar garantiu mais um caneco e esse foi realmente decidido nos segundos coisa do tipo 4 a 5 segundos de diferença oque não é nada se compararmos os 19k da prova. Valeu a garra e persistência
ano que vem estarei mais treinado e pronto para fazer novamente esta prova que é certeza no calendário.

sexta-feira, 24 de julho de 2015

K21 Etapa de Maresias

Uma da mais belas provas do circuito corridas de montanha, com um cenário magnifico, prova altamente técnica exigindo do atleta muita concentração,raciocínio rápido alem de força e resistência oque garante ao atleta de montanha um prepara completo. Boas subidas ingremes, descidas alucinantes,trilhas fechadas, passagem por pedras e cachoeiras alem de força nos braços sendo necessário o uso de cordas. Uma das coisas que um atleta de montanha valoriza e muito é a sinalização do percurso por ser em trilhas,montanhas esse detalhe é importantissimo pois fica fácil o atleta se perder e com isso abrir mão da prova para quem corre forte por resultados e essa prova esta de parabéns ,foi uma excelente marcação o que garante a organização um belo reconhecimento. No final um belo resultado garantindo mais um caneco para casa e alguns brindes na conta.





DICAS

Correndo no Calor
Em um país tropical como o nosso é de vital importância tomar medidas de segurança contra o calor. Correr sob o sol, umidade e calor requer precauções especiais. É essencial minimizar a perda de fluidos e ganho de temperatura. Algumas dicas que você deve se lembrar:
Beba água sempre que for possível. Água é um ingrediente vital na prevenção de problemas com o calor. Tenha em mente que o seu corpo perde considerável quantidade de fluidos antes de você sentir sede.
Evite bebidas alcoólicas ou com cafeína, pois tem efeito diurético.
Corra no período mais fresco do dia.
Esteja alerta ao fato de que umidade alta impede o resfriamento do corpo através da evaporação do suor.
Vista roupa branca para refletir os raios solares. Evite cores escuras que absorvem o calor.
Escolha um percurso com sombras.
Corra onde tiver acesso à água.
Borrife em si um pouco de água para ajudar a refrescar o seu corpo.
Remova a roupa molhada que atrapalha a evaporação.
Evite correr quando a umidade relativa do ar ultrapassar 90%.
Evite correr longas distâncias sozinho.
Saiba os sinais de danos decorrentes do calor: 1. Não tente correr com câimbras: pare, descanse e beba água; 2. Sintomas de esgotamento pelo calor são: tontura, fraqueza e confusão mental. Caso estes sintomas apareçam pare, encontre uma sombra e beba água; 3. Sintomas de insolação são: diminuição da transpiração e pele quente e seca. Interrompa qualquer atividade e ache um meio de resfriar o seu corpo o mais rápido possível, remova a roupa e esfregue seu corpo com gelo e álcool, procure atendimento médico.
Considere uma forma alternativa de exercício quando as condições climáticas adversas tornam correr perigoso.

Quem sou eu ?

Minha foto
sao jose dos campos, São Paulo, Brazil
Para as corridas de montanha é necessário o treino de rampa, morro,subida e a bike como complemento isso fortalece a musculatura e te deixa muito resistente e forte.

Maratona de revezamento do Guaruja 16/03/2008

Estaremos participando com 3 equipes nesta corrida ,onde cada equipe é composta por 4 corredores sendo 1 mista e duas masculinas:
Equipe 1 mista capitão : Renata
Equipe 2 masc. capitão: Zeferino
Equipe 3 masc. capitão: Gilberto

General Salgado 2008

General Salgado 2008
Mais um desafio vencido